Alunos recebem orientação no combate ao mosquito Aedes aegypti
10 de Março de 2018, 10:28

Alunos sobre aplicativo

Prevenir é a principal fonte para garantir que Cedro seja uma cidade livre dos focos do mosquito. Conscientizar alunos sobre essa missão tem sido um dos projetos que a atual gestão tem desenvolvido com êxito. Na última semana, especificamente entre os dia 5 e 9, ações de combate ao agente transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus, aconteceram nas escolas municipais. Quem levou as orientações foram os membros do Comitê Municipal de Enfrentamento às Arboviroses. A atividade contou com o apoio de técnicos da Secretaria de Saúde e da brigada municipal, além de fundamental parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e Programa Saúde na Escola (PSE).

Para impulsionar a aceitação dos estudantes nessa luta, foram distribuídos materiais educativos informando sobre como eles podem contribuir em casa. Dr. Nilson Diniz acredita que os alunos são os principais agentes multiplicadores dessa atividade que já tem bons resultados. “Durante todo o ano vamos realizar esse tipo de trabalho. A compreensão e o apoio dessa garotada têm tido efeito importante nessa luta. Resultado disso foi o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA) no inicio do ano, onde marca que Cedro não possui nenhum caso das endemias”, justifica o prefeito.

 
A parceria com Universidade Federal do Ceará (UFC) é a ampliação desse combate.  Por meio do aplicativo desenvolvido na instituição, muitas brigadas serão criadas em vários locais da cidade para mapeamento dos focos do vetor. Inclusive na próxima semana haverá encontros com equipes da UFC e técnicos da SESA na Cidade para início da gincana municipal e palestras com mais estudantes e profissionais da área da saúde sobre a importância do aplicativo. A população também participará da apresentação do balanço feito dos casos em 2017.


De acordo com a secretária de saúde, os trabalhos diários dos profissionais dos Agentes de Combate à Endemias (ACE), Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e membros do comitê e brigada municipal, estão sendo destaques na região. “Cada um tem elaborado sua função da melhor forma possível em prol da população cedrense. Estamos vigilantes para evitar a proliferação das doenças causadas pelo Aedes. Com a chegada das chuvas estamos ainda mais atentos contra esse mal”, revela Sayonara.
 
Sobre o aplicativo
O aplicativo ‘Aedes em foco’ já está disponível nas plataformas Google Play e App Store. O download é fácil, rápido e gratuito. Esse projeto torna Cedro como o primeiro município do Estado a ter o desenvolvimento desta ação inovadora.