Novas ações de combate às arboviroses são planejadas pelo Comitê Municipal
05 de Abril de 2018, 19:50

Membros do comit%c3%aa



Membros se reuniram na terça-feira (03/04) para organizar cronograma para os próximos meses.

Os moradores de Cedro tem bons motivos para estarem alegres. Em 2018, o município não apresentou casos de Dengue, Zika e Chikungunya, de acordo com Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Ceará. O resultado é fruto do eficaz planejamento realizado pelo Comitê de Combate às Arboviroses do município.

A reunião de terça-feira (03/04) contou com a presença do Secretário de Saúde, Russel Sírios e dos vereadores Gilberto Barbosa, Silvana Leite e Juceza Teixeira. Também estiveram presentes o Coordenador do Comitê Municipal de Combate às Arboviroses, Marciel Bezerra; Coordenadora da Brigada Municipal, Camila Diniz; Supervisor de Endemias, Ivan Monteiro; Agente Administrativo, Régis Paiva; Coordenadora da Atenção Básica, Simone Firmo; Além dos Agentes de endemias Francisco Jonas e Daniel Braga.

A equipe de combate as arboviroses tem trabalhado intensamente e contam com um valioso aliado: o aplicativo “Aedes em foco”. A plataforma criada pela Universidade Federal do Ceará (UFC), vai contemplar também igrejas, sociedade civil e escolas municipais. De acordo com o prefeito, Dr. Nilson Diniz, durante esse período de chuvas quanto mais ajuda melhor. “Todos devem estar juntos num só pensamento de não dar brecha para o mosquito. E nessa época chuvosa as ações devem ser intensificadas. Ficamos felizes de saber que a população se preocupa em trabalhar conosco”.

Reunião

Durante a reunião desta semana, foram apresentadas novas atividades em parceria com as Unidades Básica de Saúde (UBS’s), que irão atuar com a formação de brigada para auxiliar no projeto junto a UFC no município. Ainda em abril o cinema itinerante abordará o assunto e em maio ocorrerá o seminário sobre casos e causas de arboviroses no âmbito municipal e regional.

Na avaliação do Secretário de Saúde, Russel Sírios, as reuniões são essenciais para agilizar demandas oriundas das ações e inserir novas estratégias no combate ao Aedes aegypti. “Temos um plano que prevê ações rotineiras nos bairros, bloqueios e eliminação de criadouros e orientação aos moradores que tenham algum sintoma, além do mutirão que deverá acontecer principalmente nos bairros mais críticos”.

Outras ações

As ações de educação, saúde e mobilização social para o controle do mosquito Aedes aegypti, causador dessas endemias serão reforçadas nos próximos dias, com campanha na internet, alertando sobre o período de chuvas e os cuidados para evitar focos do mosquito. Além do planejamento de visitas domiciliares às sextas-feiras.

No inicio de março a prefeitura iniciou durante a Gincana Estudantil, o projeto “todos contra Aedes aegypti”. A medida teve o objetivo de instigar os alunos nessa luta e também reforçar os cuidados do governo municipal nessa empreitada e tem gerado bons resultados.

 

Cedro sem casos

O último boletim epidemiológico divulgado pela Secretária Estadual de Saúde (Sesa), mostra que Cedro não registrou nenhum caso de sobre Dengue, Zika e Chikungunya neste ano e que mantém alto índice de visitas realizadas e baixo índice de infestação predial.​