Igrejas de Cedro se unem à Prefeitura no combate ao mosquito Aedes aegypti
24 de Abril de 2018, 19:44

Img 9625


Líderes religiosos irão abordar a importância da prevenção em rodas de conversas nas pastorais, escolas dominicais e grupos de oração.

Foto: Marciel Bezerra
 
Foi para dar continuidade aos trabalhos do Comitê Municipal de Combate às Arboviroses, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (19/4), a reunião com líderes religiosos do município. Juntos na Secretaria de Saúde os membros do comitê e da brigada municipal prestaram conta das ações já desenvolvidas pela Prefeitura na luta contra o Aedes aegypti. A parceria com as igrejas cedrenses é mais uma medida de aprofundar a difusão de conhecimento sobre a importância da prevenção de doenças que podem surgir com a picada do mosquito. A intenção é tornar cada cidadão um agente multiplicador de informações. Entre os representantes esteve o Padre Ademar Alves da Paróquia São João Batista, o pastor Tibério Barbosa da Igreja Presbiteriana do Brasil em Cedro e a Maria Cecília, integrante da Quase-paróquia Imaculada Conceição, no distrito de Várzea da Conceição, que esteve representando o Padre Wallace.
 
Durante a conversa, o coordenador do comitê, Marciel Bezerra, falou da iniciativa de unir forças com outras entidades e o peso que essa ação tem junto à população. Destacou que é preciso realizar um cronograma junto com as igrejas para ampliar a divulgação e as medidas a serem tomadas no combate ao vetor da dengue, zika vírus e febre chikungunya. Logo em seguida o supervisor de endemias, Ivan Monteiro, enalteceu os resultados das ações por meio das visitas domiciliares, o que para o prefeito Dr. Nilson Diniz, tem sido fundamental. “Nosso trabalho é todo voltado para alcançar a população de um modo geral. Acreditamos que com equipe em campo e mostrando na prática o que tem de ser feito, os moradores se sentem mais motivados e seguros. A parceria com as igrejas veio para somar ainda mais nessa batalha e tenho certeza que em breve seremos referência para outras cidades”, assegura.
 
Ivan Monteiro, reiterou que é essencial que a população faça a parte dela, realizando tarefas simples nas residências. “A saúde é um direito de todos, porém cada um deve fazer a sua parte e ter compromisso e zelo. Executar tarefas de higiene pessoal, higiene da casa e limpeza do terreno são medidas eficientes para evitar o crescimento das larvas do mosquito”, ressalta.
 
Na avaliação dos convidados, a reunião foi positiva e o pedido será repassado a toda a população durante as missas e cultos. De acordo com o pastor Tibério, essa é uma convocação necessária, principalmente neste período de chuvas. “A Prefeitura está indo além em suas atividades. Estão de parabéns pelo cuidado com todos nesse período chuvoso”, avalia.  Já a representante da Quase Paróquia da Conceição, assegurou que eles irão participar junto com fiéis da criação da brigada e também fazer uso do aplicativo. “Vamos criar esta brigada para ficarmos mais próximo da população e assim, ajudar no que for preciso. Precisamos conhecer os passos do mosquito para eliminá-lo de uma vez por todas”, ressalta.

O padre Ademar Alves acredita que este trabalho coletivo deve ser reforçado não só nas igrejas, mas também em todas as famílias. “É uma parceria com todos. Vamos fazer a nossa parte. Como já acontece nas quartas-feiras a celebração nos bairros, ficará bem mais fácil de reforçar esse pedido aos fiéis para intensificar os cuidados com a saúde”, assegura. 

A intenção é em breve envolver outras entidades nessa parceria, afirma o secretário de saúde, Russel Sirios. “Iremos dialogar com outras entidades parceiras para que juntos, possamos atingir nosso objetivo que é a prevenção”, ressalta ele que reforçou a importancia do uso do aplicativo “Aedes em foco”.
 
Além dos líderes religiosos, quem também esteve presente na reunião foi a coordenadora da atenção básica, Simone Firmo, a coordenadora da brigada municipal, Camila Diniz, a coordenadora de vigilância em saúde, Marília Cortez e agentes de endemias.