Siba como combater o Aedes aegypti
07 de Dezembro de 2018, 14:00

Aedes aegypti 1024x683

Com a chegada o período de chuvas, o mais favorável do Aedes aegypti, o Ministério da Saúde convoca a população brasileira a continuar, de forma permanente, com a mobilização nacional para prestar atenção às formas de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras enfermidades, como microcefalia e Guillain-Barré.

Portanto, é importante manter higiene e ter cuidado com todos os locais que podem acumular água parada.

O QUE DEVE SER FEITO

  • Manter bem tampado tinas, toneis, caixas e barris de água;
  • Remova galhos e folhas de calhas;
  • Não deixe água acumulada em lages;
  • Manter sacos plásticos e lixeiras bem fechadas;
  • Tampe os ralos da sua casa;
  • Sempre limpe a bandeja do ar condicionado e o reservatório de água que fica atrás da geladeira;
  • Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
  • Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
  • Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
  • Acondicionar pneus em locais cobertos;
  • Fazer sempre manutenção de piscinas;
  • Tampar ralos;
  • Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
  • Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
  • Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
  • Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água.

DENUNCIE FOCOS DO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

A maneira mais eficaz de combater é eliminar os focos do Aedes aegypti. O aplicativo Aedes em Foco permite a criação de Brigadas que são responsáveis pela limpeza de focos do mosquito em determinadas áreas escolhidas pelo usuário por meio do checklist.

A filosofia do engajamento da criação de Brigadas direciona o olhar da população a ter um papel crucial nesse combate. O usuário pode criar uma lista de participantes e selecionar uma série itens para verificação semanal de focos do mosquito em áreas residenciais, espaços públicos ou ambientes de trabalho.

Os participantes poderão, por exemplo, mapear possíveis focos em sua residência ou vizinhança e receber informações sobre como proceder ao longo do ciclo de vida do mosquito.

A população pode denunciar focos em locais de difícil acesso, e saber quando o agente de saúde da região irá realizar uma visita. As ações do usuário geram dados que ajudam essas organizações, formando uma parceria mais eficaz.

Quando o alerta do foco do mosquito Aedes aegypti é enviado, através do aplicativo, os órgãos públicos envolvidos são acionados para remover os possíveis criadouros.

Faça sua parte!